• Dr. Douglas Kind Eleutério

Movimentar-se reduz os níveis de açúcar no sangue


Interromper um estilo de vida sedentário simplesmente levantando-se da cadeira a cada meia hora pode ajudar a melhorar os níveis de açúcar no sangue e a saúde geral.


É o que sugere um estudo sueco do Karolinska Institutet publicado no American Journal of Physiology-Endocrinology and Metabolism cujo título é "Three weeks of interrupting sitting lowers fasting glucose and glycemic variability, but not glucose tolerance, in free-living women and men with obesity". Em tradução direta, "Três semanas interrompendo a posição sentada reduz a glicemia de jejum e a variabilidade glicêmica, mas não a tolerância à glicose, em mulheres e homens obesos".


Durante três semanas, o estudo acompanhou 16 adultos obesos com estilo de vida sedentário ou que tinha empregos em que ficavam sentados a maior parte do tempo. Eles utilizaram "rastreadores de atividades" (como relógios fitness) 10 horas por dia, que os lembrava de se levantarem e se moverem a cada 30 minutos. Nestes intervalos, eles realizaram atividades de intensidade baixa a moderada, como caminhar ou subir escadas por cerca de 3 minutos.


Ao final do período de 16 semanas, este grupo foi comparado com um outro grupo de indivíduos de características semelhantes, mas que não fazia as pausas para se exercitarem.


O que se encontrou foi que o grupo do exercício apresentou níveis mais baixos de LDL (colesterol "ruim"), de açúcar no sangue e menores picos e quedas de açúcar sangue (menor variabilidade glicêmica".


O resultado surpreendente é que apenas 3 minutos de atividade leve a moderada a cada 30 minutos de posição sentada/sedentária parece já surtir efeito metabólico positivo segundo os autores. Obviamente, para obter maiores benefícios, é mais provável que seja necessária uma dose maior de exercício.


E você? Como anda sua rotina de exercícios?


Fonte: https://journals.physiology.org/doi/full/10.1152/ajpendo.00599.2020


Este Blog é de caráter informativo. Nenhuma informação dos textos deve ser considerada indicação médica. Dados científicos podem variar conforme a fonte ou o momento de sua publicação. Para esclarecer suas dúvidas ou buscar tratamento, procure um médico.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo